WEB

O que levar para comer no Enem

quarta-feira, 1 de novembro de 2017




Uma das recomendações é evitar alimentos com muito açúcar, que podem dar sono e baixar a concentração

Uma prova com centenas de questões que exigem o máximo do intelecto, 5h30 de duração em um dia e 4h30 no outro, pode ser considerada uma maratona. E os estudantes do Enem precisam estar fisicamente preparados.

O que levar

Os alimentos ideais são aqueles que oferecem uma boa densidade nutricional, ou seja, associam as calorias (a energia) com nutrientes essenciais, como proteínas, carboidratos integrais, gorduras saudáveis e, se possível, vitaminas e minerais.
Um exemplo que reúne essas características é a barrinha de castanhas. Ela contém uma boa densidade calórica, baixo índice glicêmico e gorduras que prolongam a sensação de saciedade, evitando aquela fome-rebote. “O baixo índice glicêmico evita picos de insulina e uma hipoglicemia reativa, que pode comprometer o desempenho do aluno”, diz a nutricionista que lembra que essas barrinhas são diferentes das de cereais tradicionais, que podem conter bastante açúcar.
Chocolate com 70% de cacau ou mais é outra alternativa com estas características. Barras proteicas e um mix de castanhas e frutas secas como damasco, coco e cranberry também são opções ótimas.

O que evitar

Em primeiro lugar, jamais escolher alimentos que o aluno não costuma consumir. “Por exemplo, se a pessoa não está acostumada a ingerir amendoim ou snacks de soja, é melhor não fazer o teste durante o Enem. Esses alimentos podem ser alergênicos para alguns e é recomendável não correr o risco”, alerta Lewis.
Alimentos crus ou mal higienizados, como uma maçã comprada na rua, também podem ser catastróficos e causar intoxicações que podem tirar o candidato da prova. “Vale lembrar que a imunidade fica bastante alterada em situações estressantes e qualquer mudança na dieta pode ser arriscada”, explica a nutricionista. Ela instrui que, se for levar frutas, deixá-las de molho no hipoclorito de sódio por 15 minutos e lavá-las em água corrente em seguida.
Alimentos muito doces como, sucos de caixinha, refrigerantes e balas, e frutas de alto índice glicêmico (IG), como banana, uva, manga, melancia, abacaxi e sucos de laranja e uva devem ser evitados, pois o excesso de açúcar pode causar hipoglicemia reativa. “Após 15 minutos, o candidato pode ficar com sono e baixa concentração.”
O melhor caminho são frutas de baixo ou médio IG, como morango, ameixa, pêssego, kiwi, goiaba e mesmo maçã ou pera.
Vale também fugir dos alimentos muito salgados. O excesso de sódio pode causar necessidade de grande consumo de líquidos, o que pode aumentar a produção de urina e, consequentemente, as idas ao banheiro durante a prova.
Veja também

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. Blog do Alisson Lima.
Design by Herdiansyah Hamzah. Published by Mais Template.
Creative Commons License